Buscar

Pode comer feijão na Dieta Low Carb?

Atualizado: há 1 dia



A base de uma dieta Low Carb é sempre uma dieta de baixo carboidratos. Sendo assim os alimentos permitidos nesta dieta deverão ser Alimentos com baixo teor de carboidratos ou Alimentos de baixo índice glicêmico.


Mas mesmo com estas informações muitas dúvidas ficam a respeito, pois muitas vezes alguns alimentos que dizem ser Low Carb podem atrapalhar o emagrecimento de algumas pessoas. Enquanto acabam ajudando outras.

O problema não está na pessoa em si, mas na diferença do funcionamento metabólico que existe entre os organismos.


Por isso, antes de definir os melhores alimentos Low Carb para você, devemos saber primeiro o seu tipo metabólico. Após obtermos esta informação, então vamos saber com certeza os melhores alimentos Low Carb para acelerar o seu metabolismo e ativar a sua queima de gordura.


Para fazer isso não são necessários exames caros. A identificação é feita através de um rastreamento metabólico que cada paciente recebe antes da consulta através de questionários, que após analisados e interpretados, irão indicar qual o melhor tipo de alimento para você.

Caso tenha interesse em fazer uma dieta Low Carb realmente efetiva, com os melhores alimentos para o seu tipo metabólico, te convido a clicar aqui e marcar a sua consulta: https://www.drturisouza.com/consulta


O feijão é um alimento do grupo das leguminosas. As leguminosas normalmente possuem mais proteínas que carboidratos, do que os tubérculos por exemplo.


Existe um mito que se a pessoa não comer feijão ela vai ficar anêmica. O feijão é muito conhecido pela população em geral como sendo uma fonte riquíssima de ferro, mas não é bem assim.


Existem duas formas moleculares do ferro nos alimentos: a forma heme e a forma não-heme. A forma não-heme, que está presente nos vegetais, é muito pouco absorvida pelo organismo. Chega a 30% no máximo, ficando na média de 13 a 15% de absorção.


O nosso organismo tem mais facilidade para absorver o ferro das carnes, que está presente no sangue (hemoglobina), e encontra-se na forma heme, tendo mais de 70% de absorção.


Sendo assim o feijão não é uma fonte boa de ferro. Se você estudar as culturas alimentares da Europa, EUA, Japão e China, vai ver que eles não comem feijão e nem por isso são anêmicos.


O costume do arroz e do feijão foi criado pelo “Departamento de Agricultura” do Brasil, para incentivar as pessoas a comerem o que o nosso país produz.


Antigamente as pessoas que tinham deficiência de ferro tinham o costume de pegar um prego ou pedaço de ferro e colocar dentro do feijão para cozinhar. Ou até mesmo faziam o próprio feijão na panela de ferro. Esse feijão ajudava as pessoas a se tratar da anemia, mas devido o ferro adicionado e não pelo próprio feijão. Depois foi visto que o excesso de ferro também era tóxico e pararam de fazer isso.


Você que quer emagrecer precisa saber que apesar do feijão ter mais proteína do que carboidrato, quando ele está cozido tem uma quantidade de amido que vai atrapalhar o seu emagrecimento.


No prato do brasileiro temos o famoso arroz com feijão. O arroz é um cereal e o feijão uma leguminosa. Os cereais são mais ricos em carboidrato e as leguminosas mais ricas em proteínas. Mas apesar disso o feijão para uma Dieta Low Carb tem muitos carboidratos.

Então não pode consumir o feijão?


O feijão não pode ser consumido na Dieta Low Carb. Isso porque tem uma quantidade de amido (carboidrato) que vai atrapalhar o emagrecimento. Mas existe uma forma de consumir o feijão, que é o feijão verde.


Por estar verde o amido não amadureceu ainda, então é um amido bloqueado (chamamos de bloqueado porque mesmo cozinhando aquele amido continua bloqueado).


Qualquer alimento mesmo que não seja Low Carb, se não estiver maduro, você pode consumir. Então o feijão verde pode ser consumido.


Você pode fazer uma salada de feijão verde, uma sopinha ou o que achar melhor. Junto com o feijão verde você vai ter ainda muito mais alimentos para poder fazer a sua dieta. Todos os vegetais, carnes, peixes, frango, frutos do mar, ovos, derivados de leite, castanhas, nozes e amêndoas, alguns legumes e diversas frutas que são baixas em frutose.


4.935 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo